quinta-feira, 5 de março de 2009

A vida é bem assim...

um dia você gosta de doce e no outro prefere salgados.

Quando eu era fedelha eu dançava Lambada. Isso mesmo, Llorando se fue e com saias rodadas.

Quando eu estava no terceiro ano, eu escutava metal com a amiga Thaís. Com vontade de andar de preto. Fiz até a pequena bobagem de comprar uma camiseta do Metallica. Passei a gostar da fã depois que eu vi um especial na MTV (piada pronta mode in) e achei que o passo da idolatria começava com a camiseta. Graças que parou no ouvir a coletânea deles.

Enfim, parece que o povo do Metallica fez uma versão do Beto Barbosa:



NAda como chegar aos 21 e unir duas fases da vida.

Um comentário:

L. Archilla disse...

droga! droga! droga! achei q era de verdade... :(