quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

O melhor do Carnaval é quando ele termina

Quarta-feira de cinzas minha gente. O que tem de importante esse dia? Primeiro é que a gente tem que sair que nem louca ao meio-dia acertar tudo com o banco, delegacia e afins. Mas o bom é quando chega as 16 horas da tarde. Começa a apuração das escolas de samba.

Sim, é esse momento que eu traio o movimento dos "Odeio Carnaval". Mas eu daria um beijo na boca (se ele estiver vivo) quem inventou esse tipo de apuração. Gente, é mais divertido que a festa do Oscar, Grammy e o Troféu Imprensa. JUNTOS. É imensamente divertido. Eles tem um sistema totalmente sacana de contar até os décimos para pontuação. É uma caixinha de surpresa (quase) sempre. Ainda acho que deve ter marmelada nessas coisas, mas como eu não estou nem ai mesmo, só quero ver o povo chorando pra receber um dez.

Só a apuração a gente sabe o valor de cada escola. Não precisa nem assistir o desfile em si. Alias, assistir desfile só atrapalha, assim a gente acaba se tornando muito emotivo, achando que tal escola vai ganhar. Pura bobagem.

Eu adoro mais ainda que a apuração é justa. Lógico que é, eles nem contam o quisito "Rainha de bateria". Da pra entender porque as escolas não estão nem ai pra colocar uma global pra sambar semi-nua por la. O importante que a bateria toque animada. Se é assim, joga uma peladona pra animar os caras, poxa. Passarei a admirar ainda mais a bateria o dia que criarem o "Rei da Bateria". Assim, aprenderei a tocar prato e até pularei o carnaval.

Uma coisa eu gosto de desfile, o mestresala e portabandeira. Acho digno pra valer. Quando eu era criança me enrolava com os lençóis, pegava uma vassoura e saia RODANDO E RODANDO E RODANDO. Era ridiculo, mas tão inocente.

Gente, de quem é aquela voz: "Mocidade, noooooota: Nove e meio". O coração da gente estremece. É tão divertido ver o pessoal que só leva nota dez e do nada vem um nove ponto nove. Eles ficam pra morrer, gritam juiz FDP, xingando até a décima quarta geração do coitado. A dispulta fica tão acirrada com décimos, chega a ser inacreditável.

Nunca, eu digo, NUNCA quem o público gosta ganha de fato o carnaval. Se eu gostasse dessa festa falaria que é injusto. Mas como eu gosto mesmo é da apuração, sou uma ditadora: O povo não sabe de nada, portanto quetinhos pro locutor dar a nota.

2 comentários:

Mari Mapelli disse...

eu adoro a voz tb "Mocidade(pausa tramatica) nota 10!!!

André Luis disse...

Acho que você é uma menina de opinião! Boa opinião por sinal! Continue sendo sempre autêntica!