segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Quer matar QUANTOS?

Eu nunca consegui xingar meu irmão de Filho da Puta devido termos saido do mesmo ventre. Esse palavrão é o que melhor expressa toda a sensação quando estamos profundamente irritados.

Nesse instante minha mãe me irritou. Nossa tirou do sério bonito. Da gente pensar: Céus, tomara que alguma ricaça chegue aqui e diga que eu sou filha dela. Não é possível. Ainda bem que sou formada também da sensatez do meu pai.

Acontece que eu pedi pra ela me comprar um mp3. O meu estava todo detonado, com visor trincado, ele ainda funciona a pilha e "só" cabe um giga. Queria um novinho que só precisasse carregar e que fosse mais bonito né.

Fui na loja, e como eu também não fico atras, fiz a escolha besta de escolher um mp4 de marca vagabundinha. Tentei trocar SEGUNDOS depois de ter aberto o plástico (me arrependi no último quando vi que fiz um negocio porcaria) e a vendedora não deixou por eu ter aberto o plastico da caixa. Desculpinha lazarenta essa mas aceitei.

Ai que fui pra casa com uma sensação esquisita "Poxa... devia ter comprado o da Phillips ou da Samsung". Chegando no lar o aparelho estava cheio das nove horas. Não conectava com o Windows Vista e muito menos com o XP. Fui ler o manual e só erros de português. Eu que não sou tatu, fui procurar a primeira brecha que me desse oportunidade de trocar. Não é que achei! Prometia um CD de instalação no manual caso o aparelho não ligasse automaticamente e ele não estava na caixa .

Antes de mais nada, nunca deem a chance de eu estar certa. Se eu estiver errada pedirei desculpas. Mas quando eu tô certa, lascou-se. A compradora compulsiva doce vira logo uma carniça. Cheguei toda educada mas com cara fechada. Sei que o cara da assistência tecnica estava decididamente a fim de me enrolar. Alguma pressão psicológica pra eu ir embora. Fui firme e ele concordou com o erro. O cabo USB estava estragado. Vamos lá, o aparelho VEIO estragado da fábrica, e se na caixa ele apresentou problemas, antes da primeira vez de uso, você quer um aparelho desse? Imagina a bomba em menos de um mês. Fiz a moça trocar de marca. Ai chutei o balde e escolhi o modelo bonitão (ja que não dava pra pegar um mais barato).

Agora vem a grande cagada. Eu não levei a minha mãe. Eu sabia que ela faria o drama dela só no fato de eu dizer que precisava trocar na loja ou até lá na loja quando estivesse sobre pressão psicológica. Só que eu precisei dela pra aparecer nas Bahia pra passar o cartão assinar e TCHAU. Ela apareceu dez minutos antes da loja fechar, onde eu tinha cinco minutos pra atravessar uma mega avenida daqui pra ir no cursinho da auto escola. Só deixei a sacola do mp4 antigo com ela e ela que levasse o novo pra casa. Simples, básico e fácil. Não tem segredo.

Cheguei toda serelepe em casa pensando: Oba! vou arrumar minhas musiquinhas. Cadê meu Mp4 novinho?

_Ai Pri... você não levou com você? Achei que você tinha pego.

Sim, ela esqueceu na loja meu mp4 novinho. A única coisa que eu pedi pra ela fazer depois que eu sai era "Pega pra mim que não dá tempo". Ela fez? Não. Isso porque ela achou que tinha perdido a nota, e ainda bem que encontramos revirando a bolsa dela. Menos mal. Mas diz... não dá vontade de matar? Conta preu.

Ô dia dos infernos!

P.S.: Isso porque fui convocada no concurso da prefeitura e tomei um chá de cadeira. Como tinha que trabalhar, tive que sair da fila e terei que voltar amanhã de novo para a perigrinação. Mereço... Mereço.

4 comentários:

Thaís disse...

Ah mãe eh tudo assim, todas iguais ...meio dããr sabe..(nao vou dizer esclerosada pq ofendee eu tb lembro da Naiá..)
mas e ae, no fim das contas..vc ta ou nao com o mp3?
ou eh 4??
ahh, eh igual ao meu?
pagapau.

Thaís disse...

e o concurso pri...sera q chamam mais???

Priscila M.R. disse...

Você conhece a minha mãe né...
tô sim
peguei um MP4 da Phillips
(portanto não é igual ao seu sua poia)
Ahhh sobre o concurso... não sei se chamam não.

KAZINHA LACERDA disse...

agora eu quero detalhes do emprego!
conta, conta, conta!!!!!