quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Ta tudo bem

Quando eu tinha passado pela minha segunda ou terceira desilusão amorosa, tive uma conversa "séria" com a minha mãe, foi a primeira e talvez a última vez. Ela me acha novinha pra namorar até hoje ,e eu que perguntei pra ela como se faz pra esquecer de alguém. Com todo amor de mãe, minha mãe me ensinou algo valioso:

_ Muito simples, escreve na sola do seu tênis que mais usa o nome do rapaz que lá quando você for olhar se o nome saiu, é porque você ja esqueceu a pessoa.

Realmente funcionou porque eu nem lembro por quem eu era apaixonada quando aprendi isso.
Grandes ensinamentos de minha mãe.

Hoje, em 2008:
As bolsas do mundo estão caindo.
Empresas quebrando.
Algumas pessoas queridas estão doentes.
Amigos perderam o emprego.
Outros estão na pindaiba.
Relacionamentos que deviam durar um bom tempo estão caindo.
Vestibulares estão para vir...

Na vespera dos meus 21 anos e eu ainda não aprendi que corações são partidos. Por que ainda dói? Por que raios ainda eu tenho esses sonhos bobos as vezes? Eu gosto mais de mim sendo a durona e não essa sentimental.

3 comentários:

Hamilton disse...

eu acho que deveriamos mesmo ser mais durões.

Odeio tudo.

Ruy Castrus disse...

Releia o post onde vc usa o texto do neil gaiman...
As coisas mais fortas as vezes são as mais frágeis, ou vice versa.

Corações e sonhos se partem facilmente.

beijo. te amo

Ruy Castrus disse...

Errata:
Fortas = fortes.