terça-feira, 7 de outubro de 2008

Roubando palavras alheias

Roubei esse texto do perfil do orkut do Ruy. Foi escrito pelo genial Neil Gaiman, e encaixa perfeitamente nos momentos de melhora da minha vida e das dos meus queridos.

"...me ocorre que a peculiaridade da maioria das coisas que consideramos frágeis é o modo como elas são, na verdade, fortes.Havia truques que fazíamos com ovos, quando crianças, para demonstrar que eles são, apesar de não nos darmos conta disso, pequenos salões de mármore capazes de suportar grandes pressões, e muitos dizem que o bater de asas de uma borboleta no lugar certo pode criar um furacão do outro lado de um oceano. Corações podem ser partidos, mas o coração é o mais forte dos músculos, capaz de pulsar durante toda a vida, setenta vezes por minuto, e não falhar quase nunca. Até os sonhos, que são as coisas mais intangíveis e delicadas, podem se mostrar incrivelmente difíceis de matar.Histórias, assim como pessoas, borboletas, ovos de aves canoras, corações humanos e sonhos, também são coisas frágeis, feitas de nada mais forte ou duradouro do que 26 letras e um punhado de sinais de pontuação. Ou então são palavras no ar, compostas de sonhos e idéias - abstratas, invisíveis, sumindo no momento em que são pronunciadas -, e o que poderia ser mais frágil do que isso? Mas algumas histórias, pequenas, simples, sobre gente embarcando em aventuras ou realizando maravilhas, contos de milagres e de monstros, duram mais do que todas as pessoas que as contaram, e algumas duram mais do que as próprias terras onde elas foram criadas."
Neil Gaiman
Para ler ao som de "Across the Universe"

3 comentários:

Milena disse...

Amei! Arrasou!

Beijinhos!

Ice Ice Baby disse...

great!!!

Ruy Castrus disse...

hehehehe... o neil é um gênio.

"Quando não temos mais o que desejar, apenas esperamos..."

(não tente ligar essa ultima frase ao seu post, apenas queria falar isso.)

Beijos, love you.