sábado, 25 de outubro de 2008

é... eu mereço

Então, hoje tirei a tarde pra estudar. Perdi meu ultimo dinheiro no bolso, que seriam devidamente gastos com manicure. Pelo menos eu compreendi a dor dos investidores no momento. É horrivel saber que vamos precisar do apoio do "banco central" (no meu caso, o cartão da mamis).

Ai que eu fui convidada pra um casamento de ultima hora. Era ir de penetrona mesmo, ja que não conhecia nenhum dos noivos e so ia de acompanhante. La fui eu toda serelepe fazer que o ritual de embelezamento de uma tarde ocorresse em duas horas. Vestidinho rosa arrumado, sandalia nova da mamãe emprestada, roupa de baixo discreta e bonitinha. Hmmm... depilação, vamos lá fazer sozinha. Ahh peço para os rapazes sairem desse blog ja ou pelo menos pularem o próximo paragrafo.

Eu uso cera quente e derreto no fogão. Poe agua numa forma velha e depois a panelinha em cima. Derretida a cera, fui em arrumar o banheiro. Só que meu pai tava usando o banheiro dentro de casa, ai fui levar para o que tem na edicula. Fui toda fofa levando a panela com agua quente e a cera derretida e num golpe de azar... é deu uma merda... e das enormes. A água quente foi direto na minha mão.

Num foi um pingo, foi mta mta mta água fervendo num calor de 30º ao sol. No primeiro momento eu so penso "Pra estar doendo desse jeito ... é queimadura de terceiro grau". Quem dera. Aiii quem dera mesmo... as de 3° a gente não sente dor né. Só vi minha mão inchando... e inchando e avermelhando. Eu so pude dizer "Mãe... queimei a mão... tem algo ae".

Eu (acho) sou uma versão feminina de um macho de respeito. Seguro a dor no máximo até onde consigo e depois no insuportável eu reclamo, ai todo mundo me chama de fresca. Queimei minha mão com agua quente e ainda eu sou um bebê? Ai eu liguei nos bombeiros porque eu realmente esqueci se podia passar algo la. Ai a moça me disse que era pra ir no pronto socorro (tava surgindo umas bolhas pequenas). Alguem queria me levar? NO. Meu irmao saiu de fininho. A dor era em mim e minha mãe não parava de berrar comigo. Como se eu pensasse "Pouxa... vou derrubar essa agua quente em mim só pra ver se ela realmente queima".

Ai chegamos no consenso de ir até a farmácia comprar pasta d'agua. La eu me lambuzei de creme. Passou a dor? No. Chegando em casa, uma hora exacta com a mão em baixo da agua gelada. Melhorou? No. Ai passar babosa, compressa gelada, hidratante. Ataquei até o GEL (sem alcool é obvio). Passou a dor? Noop...

Isso era 4 da tarde. Casamento? Bebidas de grátis? Comida na faixa? Nada... tudo pro brejo. Agora são 11 da noite e eu aqui em casa, com uma toalha enfaixada na mão esquerda pensando "Pouxa... a tv aberta é realmente uma merda".

Preferia estar alimentando jacarés. Ou roubando a frase da Flá "Abraçando cactos".

2 comentários:

Aline disse...

Menina, q droga heim. Vc devia ter ido no pronto socorro. Pegava um taxi e pronto. Bom, espero que vc melhore logo. Adorei o blog! Voltarei mais vezes. beijos

Mariana disse...

Que final triste esse seu Pri!
Mas precisava mesmo da depilação pra ir no casamento?
hauhauah


beijinhos


Mapelli