quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Num é mole não

Pra quem não sabe, eu faço técnico de enfermagem. Pra quem sabia disso, vou contar agora que entrei no estágio essa semana. Vou ser sincera, estou mega apavorada.

Ser estagiária em qualquer lugar é um saco. Pra todo mundo que trabalha ali você é burra... e de carga. Se fez um barulho estrondoso, pode ter certeza: é o seu QI que caiu no chão.

Mas na área da saúde é pior por ter que provar que você tem "dom" pra aquilo. Eu acho esse negócio de DOM balela totals. Porque duvido muito que antes da gente nascer apareça uma fadinha das profissões e diga: "Em vida você vai ser um bom médico". Se fosse assim, como seria um cara que escolheu "Técnico em manutenção de aparelhos hospitalares" (o curso de larguei). Seria enquadrado como engenheiro? Enfim, é uma confusão.

Eu tive uma sincera vontade de bater numa moça que disse "Se quiser ser enfermeira tem que ter força". É, força suficiente pra encher a cara dela de porrada se abrir a boca e soltar essas frases de novo.

Nem vou contar que vi úlceras de pressão que cabiam minha mão dentro, nem machucados de diabetes com necrose, ou que tomei banho de piscina e de sauna dentro dos banheiros junto com os pacientes. Acho que a enfermagem deveria adotar o maiô como uniforme nessas situações cômicas. Nem vou reclamar que o hospital daqui falta lençol, camisola, sobrelençol. Cadeira de banho e biombo são dispultados a tapas e pontapés.

Ah, hoje eu quase chorei. Vou repetir o QUASE, porque foi quase mesmo. Eu não sou muito fã do treco de soltar lágrimas, e da pra contar nos dedos quantas pessoas ja me viram chorando. Mas hoje eu quase chorei, não por ter visto alguém morrer (vi uma parada serve?) ou por fazer um curativo pesado (oi eu fiZ), mas por ter contaminado uma luvas estéril. Parece que eu zoando, mas não to. Sem querer eu peguei no meu jaleco com a luvas e tive que trocar. Você se sente a pessoa mais idiota do mundo, a mais panaca.

As minhas colegas de grupo tem filhos, são mais velhas que eu, já cuidaram de N parentes doentes. Eu não sei trocar fraldas, tenho idade mental de 15 anos e na minha casa o histórico de gripe é longo. Isso significa que ta rolando uma aposta que eu vou desistir, e mais aqueles comentários quando eu não estou ouvindo (mas na verdade eu estou).

O engraçado é que eu tentei me imaginar de novo num banco (como ano passado eu imaginei) ou tentando ser Tecnóloga em saúde. Não consigo mais. Eu não quero desistir. Eu suporto sangue, eu suporto gente na minha orelha. Tenho que aprender lidar com isso. Mas eu não quero desistir de algo que eu esperei pela vida toda. Todo mundo teve que passar por o que eu to passando, o primeiro estágio. Se foi difícil pra todo mundo, pra mim não é diferente.

Isso foi só um desabafo.

5 comentários:

Ice Ice Baby disse...

Por isso q mesmo não sendo mais estag eu ainda mantenho meu intern-pride mode super ON!!!

BJS E FORÇA CHUCHU!!!

Ice Ice Baby disse...

thanks thanks!!! tb espero q a viagem seja great!!

Incontinente disse...

Uma vez uma amiga minha foi falar "oi" pra um cirurgião paramentado e tocou nele, assim, com tudo.

Eu já coloquei as luvas antes do avental pra entrar em uma cirurgia.

Relaaaaxa... acontece com ABSOLUTAMENTE TODO MUNDO!

Ana Barros disse...

Pode escrever: daqui a 6 meses vc vai estar gargalhando de tudo isso, porque tenho certeza de que vc vai tirar de letra e já vai estar bem ambientada !
bjos e força !!! (brincadeirinha)

Incontinente disse...

Serei doutora... logo... espero!

Campinas é uma cidade boa... quente que é um inferno... mas sei lá, recomendo :P

Quanto as viagens... puuutz... isso seeeempre vale a pena.