sexta-feira, 11 de julho de 2008

A carta

Ultimamente eu to sem pique pra escrever no blog. Não aconteceu nada de engraçado e a maioria das reflexões sobre o jeito que o país está ou como as pessoas são os outros blogs e sites falaram e bem melhor que eu. Digamos que eu esteja "anestesiada" sobre o mundo.

Mas achei uma carta que escrevi no inicio de agosto do ano passado. Na época não tive coragem de enviar para uma pessoa e foi melhor assim. Eu não tenho os mesmos sentimentos pela pessoa, mas eu ainda sou do jeito que me descrevi. Ela é meio íntima mas acho que não tem nada que me comprometa. Vou por um trecho aqui pra vocês:

"Eu amo as ilusões que rodam minha cabeça. Muitas delas que me fazem realmente feliz e especial. A realidade só me faz ver o quanto eu sou triste e sozinha. Aquela frase do clube dos 5 realmente faz sentido "Quando a gente cresce nosso coração morre". O meu ta em coma.
Não sei qual pensamento é mais ingênuo: "Acho que nunca vou gostar de alguem" ou "um dia vou achar alguem que me mereça". Tudo isso é bobagem. Primeiro porque nunca procurei amores, segundo porque dúvido que eu consiga me estabelecer com alguém. Não sou alguém pra relacionamentos mesmo.
Mas eu gosto do amor e amo a idéia que ele representa. Eu quero isso. Amar sem sentir culpa. Adoro a liberdade de gostar de alguém e sem a necessidade de ser correspondida na mesma forma. Eu imagino que eu possa assustar muitas pessoas pela minha intensidade. Eu sou assim, Intensa. É isso que me faz Clementine e inconstante. Mas o que me faz ser um Joel é o fato de eu me apaixonar pelas pessoas que demonstram um pouco de afeto por mim.
Eu sou incapaz de ferir a alguém. Só sei fazer maldades comigo mesma. Pois é, tentar prever só serviu pra eu me magoar.Mas são as minhas mágoas. Não é a culpa de ninguém, nem minha."

5 comentários:

Bruno disse...

Bonita carta! Épocas em que achamos que somos destinados a viver sós... só pra depois escrevermos outras dizendo o contrário ;)
Bjo!

Milena disse...

que lindo isso menina!

e vc... Qdo menos esperar vai se apaixonar, e ser correspondida, e ter um relacionamento LINDO! E se iddo tudo não acontecer, não tem problema! O importante é a gente amar, do nosso jeito!

Beijooooo

Ice Ice Baby disse...

eu tb ando sem inspiração sabia?!!

será q é fase ou desinteresse mesmo?

ai q meda!

bjs chuchu

evao do caminhao disse...

acho q as cartas deveriam ser sempre enviadas

Priscila M.R. disse...

Hey Pessoal!

Bru e Evão... saudades das suas pessoas hehehe. De verdade

Certas cartas não deviam nem ter sido escritas hehehehehe

Ai Milena!!!
muito obrigada
de verdade
acho que o amor tem diversas formas de ser demonstrado. Ai eu e minhas diversas teorias neh?

Ice... não sei dizer oq é essa fase que eu e MUITAS PESSOAS da minha idade estão sentindo. Só sei que me sinto anestesiada (como vc disse) pra muitas coisas.

Hey pessoal
Obrigada!