quinta-feira, 31 de julho de 2008

Why so serius? Let's put a smile upon your face...


La fui eu correr pro cinema depois de dois dias exaustivos de trabalho escravo. Digo isso porque senti dores similares a chicotadas nas costas depois de dez horas sem intervalos sentadas numa cadeira minúscula e mega desconfortável. Chefinha voltou com tudo.
Como comemorar o dia do orgasmo REALMENTE feliz? Correndo pra ver um morenão de terno (ui). Mas desta vez (só desta pq sou fiel) meu coração ficou para o cara de maquiagem e cabelo verde. Oh Heath, como sinto sua falta. Valeu matar as saudades. Com certeza vai rolar algum Oscar o homenageando.
Torci o filme todo pro Coringa, sou chegada num malvadinho. No fundo era pq o Batman bateu na mãe e na irmã dele nesses dias. Eu não torço pra um cara que faz isso. Serai a mesma coisa de pagar cinema pro meu irmão mala depois dele ter quase me batido. Ok Ok... brincaderinha. Eu torço pro BaTiman forever. Só queria incluir que meu irmao é um troxa e o Morcegão é o melhor de todos.
Nem vou falar mais sobre o filme. Valeu os 4 contos gastos (uma penchincha e um ótimo cinem). Só não vale tomar muita coca antes do filme e ficar com a bexiga feita no meio de uma cena. Muita raiva ter que ir no banheiro nessas horas.

quarta-feira, 30 de julho de 2008

REDAÇÂO

Ao conhecer uma pessoa, é provável se reparar inicialmente na maneira como ela se veste e comporta. Trata-se da primeira impressão, comummente dita como a que fica. Porém, nem tudo é o que parece.
Vê-se muitas pessoas fingindo algo que não é natural de sua personalidade. Alguns dizem que é um estereótipo imposto pela sociedade para que a pessoa consiga se relacionar bem com os outros ou adquirir melhores empregos.
Há também uma tendência em seguir um padrão de beleza, onde aqueles que não se enquadram são considerados "patinhos feios". A dependência pela estéticas leva muitas pessoas a esquecerem o que de fato elas são, ocorrendo uma inversão de valores.
Muitos dão importância demais a aparência do indivíduo, confundindo a imagem com a sua personalidade. Há pessoas agem apenas de acordo com o seu grupo social, utilizando apenas o senso comum e não analisando as informações.
O ideal é agradar a si mesmo, conciliando a moda e os ideais do grupo social aos seus próprios pensamentos. O conhecimento de si mesmo, o respeito pelos seus limites e os valores adquiridos é uma forma de buscar um espaço na sociedade sem trair os próprios conceitos.

terça-feira, 29 de julho de 2008

Más companhias não... péssimas

De vez em quando eu tenho uns surtos psicológicos. sou sincera naturalmente e quando to atacada "siiiigura pião". As vezes até eu sinto que passei da conta e falo coisas que não devia ou que podem ser "duras demais". Normalmente essas falas vem acompanhadas de " por nada não, mas...".

Eu estava lembrando esses dias de um caso muito interessante. Foi talvez a fala mais maldosa da minha pessoa.

Quando eu tinha os meus 15 anos e tinha acabado de entrar no CEFAM, fiquei mais próximas da minhas vizinhas e de um menino da rua de trás.O menino era feio pra caramba e mesmo assim as três eram a fim dele.

A gente estava naquela fase fossa, regada de grunge (Nirvana, Pearl Jam e afins) e vinho dom Bosco. A gente ficava na frente da casa do Karinha* reclamando da vida, dos pais, da escola e do famoso "Ninguém me ama, ninguém me quer, por isso vou comer barata". Nem tinha (e nem tem) muita coisa pra reclamar. Mas é aquela fase.

A vez auge dessa época foi quando estávamos todos deprimidos e rolou o assunto "suicídio". Coisa mais EMO do mundo. Passava a garrafinha de vinho (bebia no gargalo) e falava "Minha vida é uma bosta, eu quero morrer", "odeio minha vida". Eu sei que chegou na mão de uma super amiga, que eu chamava de irmã até e ela até repetiu uma das frases.

Eu, que estava bocózona e quando to assim meio grog fico bocuda a beça, solto um "Poxa... se eu tivesse sua vida eu queria me matar mesmo". Todo mundo olhou pra mim querendo me matar. Em segundos eu seria "suicidada". Sabe quando você sente uma ira ao seu redor e percebe que cometeu um erro muito grande a ponto de comprometer sua existência. Esse foi um deles. Se eu não soltasse um "brincadeeeerinha foi só pra descontrair" eu ia ser morta ali. Sem brincaderas.

Creio que a partir desse dia eu cortei essa coisa "depressivo em grupo" do meu círculo social. Nunca mais rolou esse tipo de reuniãozinha. Viu... até nas piores frases há a cura pra deprê. Vendo o lado bom de tudo.

sábado, 26 de julho de 2008

Minhas férias

Férias é um saco. A gente espera meses por ela, faz um monte de planos, conta os dias e quando chega, a gente só pensa na hora quet ermina de tão entediante que é.

Eu achava que ia estudar horrores, ler diversos livros, sair pra balada e pans. Que nada. Meus dias estão sendo ir pra cama a meia noite e pegar no sono as 2:30, acordar ao meio-dia com a vizinha grávida de 10 meses colocando o som no talo todas as músicas do "Xuxa só para baixinhos 1,2,3 ...". Engraçado que pra mim ela é uma eterna baixinha, ja que brincavamos de barbie juntas. Mas se ja tenho dó dela ter passado parte da vida escutando essas porcarias, sinto mais pena da criança que vai nascer por ter que vir ao mundo ouvindo tudo isso.

Meu pc quebrou na segunda. A minha mãe conseguiu pifar ele do jeito mais tosco de todos: desligando direto pelo estabilizador. Um monte de vezes eu ja desliguei errado o PC e nunca aconteceu isso. Só sei que o windows foi pro beleleu e junto todas minhas fotos, filmes, músicas e conversas interessantes de msn. Fiquei sem computador uns três dias, mas isso por preguiça pra não chamar alguem pra arrumar. Esperei meu irmão voltar pra Itape pra arrumar. Só que ele é muito dos FDP. Na formatação, fez questão de não salvar as minhas coisas e salvou todos os pornozão dele. Mereço?

Alias, esse neandertal ta sem emprego agora. Vai voltar definitivo pra Itape. E minha paciencia? Vai pro ralo. Não quero nenhuma amiga/o dizendo "Tadinho do zé... ele ta melhorando, pagou sushi pra gente". No way! Ontem, ele tava com uma camiseta "Faça sequisso com segurança" e atrás escrito "Segurança". Eu queria ter uma prosa com o psicólogo dele, ainda to achando o tratamento ineficiente. Alias, queria uma fita das sessões. O que será que ele fala de mim né?

Tô comendo demais. Eu não almoço, viro a tarde beliscando comida. Nesses dias meu pai disse que eu comi um saco de pão sozinha. Gente, eu to um boi. Daqui a pouco minha pança ganha vida e sai falando de tão grande que ela tá.

Pra não dizer que eu não sai esses dias fui ontem num show da Flávia Bittencourt la no teatro SESI. Foi bem legalzinho e a moça canta muito bem (alem de estar com uma saia muito linda). Eu queria saber qual é que em qualquer lugar que eu vá tenha sempre que ter um doido sentado do meu lado. É tiro e queda. La eu sentada com a Sistah Thaís e durante o show um senhorzinho começou a ter diversos tiques nervoso com a boca do meu lado. Vê se pode.

Durante o show, a cantora soltou um daqueles agudo a la "Mariah". Foi bonito, invejo amigavelmente pessoas que conseguem manter a voz. Mas não seria a minha pessoa se não soltasse uma pérola né: "Merece aquela comunidade 'Haja folego Xororó... estilo 'galopeeeeeeeeira". Depois, dava pra segurar o riso? No.

Tudo isso pra dizer que o clima de férias não esta me fazendo bem. Estou vivendo como um bebê, voltei 20 anos no tempo. Dormindo 12 horas direto e de conchinha, acordando ao som de Xuxa, ganhando um quilo por dia fazendo absolutamente nada e tendo que aguentar o mala do Zé.

É devagar... é devagar... é devagarin...

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Uma odisséia no cabeleireiro

Não vão falar que eu dei pra trás, que eu amarelei ou algo do tipo. Eu tava com o dinheiro na mão, coragem e a foto da Felicity. O cara (ou a cara... não sei dizer o que era) falou "Por que você quer curtinho?", "Pra mudar, ficar mais confortável".

Pessoas normais choram horrores pra cortar o cabelo. Eu não, sou o contrário. Eu choro por não vê-lo cortado. Saco.

Os motivos pra eu cortar as madeixas eram: disponibilidade de tempo, praticidade na hora de arrumar, dar uma mudada de cara e pra ficar mais fácil no estágio. São motivos aceitaveis, mas não pro cabeleireiro.

De acordo com ele, meu cabelo ia ficar feio e que eu tenho muito mais que a Felicity, nunca ia ficar do jeito que eu queria. Digamos que ele é foda, mas na progressiva e isso é uma coisa que eu não faço, só se pagarem (hehe). A minha idéia era pagar horrores por um corte bem feito e não me preocupar mais.

De acordo com ele meu cabelo é "comum" demais. Eu achava que comum era toda aquela mulherada que paga horrores na progressiva dele (ou dela). Eu tenho saco pra esperar meu cabelo crescer, mas não tenho muita paciência pra dividir em 10X de 40,00 uma coisa que fica bom no cabelo 4 dias e não combina com a minha personalidade. Não criticando quem faz e paga pelo serviço. Mas eu to lisa, semi-empregada e estudando. Se quiser eu vendo meu cabelo por 400 reais.

Enfim, a figuraça la NÃO QUIS cortar meu cabelo. Imaginem uma coisa grande, loira de cabelo comprido, uma figura máscula com traços delicados, simpátic (isso eu não posso negar, a pessoa foi bem educada comigo), apoiando os dedinhos na mesa e dizendo "Se eu cortar o seu cabelo, você vai me odiar por um bom tempo". Legal que eu estou odiando pelo contrário.

Neste momento eu sinto que eu não tenho um cabelo, tenho uma praga. Deve ser um karma "Vai nascer com cabelo que ninguém goste, nenhum corte fica bom". É óbvio que eu não acho isso do meu cabelinho (cabelão), até tenho um orgulho forçado por ele. Todo mundo pagando horrores pra alisar o cabelo e eu o curto cacheadinho.

Eu só achava que ir no cabeleireiro era fácil, mas pelo visto não é . Essas estrelas...
Sonho com o dia que algum cabeleireiro vai ter dó de mim e me fazer de experiência.

terça-feira, 22 de julho de 2008

A crise do cabelo

Com muita sorte, deixarei de ser isso



Para ser isso



Adeus madeixas. Me digam boa sorte.

Ahh... se for pra alguem me impedir, fale até o meio dia ou cale-se até crescer de novo.

P.S.: Eu não acredito que estou com insonia por causa de um corte de cabelo. Medo, muito medo.

P.S.²: A pouca audiencia que me acompanha... por favor nao me abandonem so pq eu cortei o cabelo. Ok!

Ao som de "So sorry" - Feist


segunda-feira, 21 de julho de 2008

Rodada de suco pra galera!

Eu detesto malhação. Acho uma novela chata e boba querendo pagar "é assim que os jovens pensam". Acho isso desde os 12 anos, quando era fã das Spice Girls. São 8 anos pensando a mesma coisa.

Nesses dias de férias, no intervalo de alguma série, acho que era Will and Grace (alguma semelhança com a vida real não é coincidencia), e o controle parou na globo. Em malhação aparecia uma micareta. Eu fiquei encafifada.

Outra coisa que detesto é micareta. Não me convide pra uma porque eu não vou mesmo, nunca fui. Pra que pagar 50 contos, escutar música chata, ver todo mundo com aqueles abadás ridiculos e ter que aguentar bêbado querendo fazer estatistica em cima de você. Alias, dia seguinte de micareta é um saco ouvir aquele grupo de meninos dizendo "Catei 50". Que bom pra você, campião, fez sua lição de casa, mostrou pro papai que é Macho.

E as meninas,todas indo caçar homem. As várias fotos que põe no orkut de pirigueti, com as diversas amigas (e as vezes inimigas) todas juntas, comprovam minha teoria. Todas com calças agarradas e fazendo pose de gatchiiiinhas.

Tudo isso é pra falar que micareta com álcool ja é dificil pra minha pessoa encarar (e nem vou) imagina uma sem álcool? Estilo Malhação de ser. Nem fudendo.

Parece que eu vivo bebendo (oq não é verdade mesmo) e que adoro beber (uma semi-verdade). Eu sei que no primeiro copo eu to bobona, então Churrálcool pra mim nem compensa. Mas que ja paguei diversos micos e pans. Meu esquema é comer e ver o povo passando mal. Eu mesmo ja superei essa fase.

Nesses dias eu vi uma Cristoteca. Me explicaram que é uma balada de Cristo. "Opa ... ele que vai ser o DJ?". Nãaaaaaao. É uma balada que toca música normal (?), sem letras de baixo calão (??) e sem drogas, a fim de se conhecer. Eu acho que esse negócio da drogas não é verdade, pq essa balada é uma droga. Como assim, um bando de jovens se "azarando" sem uma coisinha pra movimentar. Carai, escutar música podre, ver gente chata e sem uma caipirinha de saquê? Não, pra mim não dá. Pra aguentar uns treco desse só de porre.

sábado, 19 de julho de 2008

Pra ser palhaços só falta o nariz

Ai... creio que nem isso ta faltando.
Vou colocar aqui a foto com os amigos na super animada noite Itapetiningana.

As miguxas...

batidinha de morango.




amigos extremamente animados



a gente se adora. Quer dizer... ela me adora.

Ta ... eu adoro ela




Nós somos feios... mas somos fofos.





Que turminha animada!


Comentários: Esse barzinho que a gente foi se chamava Fecha Nunca. Era aqueles botecão mesmo, de cachorro na porta e bebado dormindo na frente. Era perfeito porque a qualquer momento do dia você podia pedir um rabo de galo. Ai eles reformaram e fizeram o "São Cristovam", uma espécie de barzinho saido da Vila Madalena. Absurdamente chique e absurdamente caro, o povo vai superbem arrumado pra lá. E nós aparecemos por la.

Só que os garçons farejam pobre a distância. Dá uma olhada nos copos americanos da época do Fecha que nos deram. Fora as TRÊS CERVEJAS CONGELADAS que nos ofereceram, as milhões de ignoradas com direito a dança da macarena que ganhamos dos garçons e a demora de uma hora pela caipirinha de morango. Merecemos...

O grande fato da noite foi nós três na praça de frente ao hospital e passa um astra branco com uns cuecas dentro. Um idiota mór lá grita pra gente "QUE DELÍCIA OS TRÊS, HEIN.vÂMO PRA FESTA, THIAGO!!! ". Nós ficamos bege... pois ninguem nessa cidade sabe da nossa existencia. O pior é que eu acho que na volta esse mesmo carro passou por mim de novo. Meda.

Viu dona Monise... o que a senhorita perdeu????
rs

Ao som de "Feeling Good" Nina Simone

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Na falta do que postar ... Faz um Memeê

Como to sem criatividade pra escrever e só vem na minha cabeça histórias censuradas, decidi entrar num memê assumidamente roubado das blogueiras Cynthia e Elise. A idéia é escolher uma banda/artista e responder só com as músicas (ou trechos).

Acontece que sou uma pessoa muito músical e até pra estudar matemática tem que ter um fone de ouvido perto senão eu durmo. Antes de dormir eu preciso escutar música pra dormir (um 'nana nenem' que seja) mas sempre acaba surtindo o efeito contrário.

Ainda bem que resolvi não seguir carreira musical porque ai muita gente ficaria surda. Pensando bem, isso sim foi meu grande feito pra humanidade né. Magina outra emici da vida?

Vamos lá entre tantas bandas escolhi o Pato fu. Não sou uma mega fã, alias eu não sou fã fiel de nada. Alias já fui: Spice Girls e Chiquititas. O que esperar de mim então? Por isso não tenho ninguém como idolo.

Mas tenho todo um Xodó com a Fernanda Takai. Num sei uma virgula da vida dela e até pouco tempo nem sabia que ela tinha filho, quem dirá ser casada com o cara da banda. Tenho tres cds deles, sendo um pirata, outro baixado da net e o terceiro adquirido por furto (shiiiiiiu). Mas o saco é que adoro a voz da bixinha e o jeitinho simpático da figura. Pronto, eu queria ser ela (desde que o marido não viesse no pacote). E adoro as letras também né?

Bora...

1-Descreva-se: "Perdendo os dentes"

2- O que as pessoas acham de você: Anormal... minto (rs) "Espero"

3 - Como descreveria seu ultimo relacionamento amoroso : "Fazer uma canção pra você viver mais"

4 - Descreva sua atual relação com seu namorado ou seu pretendente: "Imperfeito"

5 - Onde queria estar agora: "Made in Japan"*

6- O que pensa a respeito do amor: "Eu"

7 - Como é a sua vida: "Ando meio desligado"** ou "Antes que seja tarde"

8 - O que pediria se pudesse ter apenas um desejo: "Sobre o tempo"***

9 - Escreva uma frase sábia: "Agradeça as coisas boas, entenda as coisas ruins"

10 - Deixe um Recado para os próximos que farão o meme: "Estuda pra quê?"****

Esse foi o meu memê (acho que foi o primeiro). Apesar de não conhecer o repertório todo, tive que vasculhar e escutar novamente todas essas músicas pra ver o que mais combina. É eu acho que é isso, saiu bem superficial mas quando tiver com mais tempo inútil sobrando apareço aqui pra colocar músicas que me descrevem um pouco mais. Valeu!

P.s: Sacanagem. Agora que to ouvindo vem VÁRIAS músicas na cabeça.
P.S.²: Post em homenagem aos meus amigos Frutinhas que foram no show do PFu em Uberaba e nem pra me convidar. Bando de sacanas.
*Não tenho a mínima idéia o que quer dizer essa letra, mas adoraria estar no Japão agora.
** Eu sei, é dos Mutantes. Mas eu gosto com a voz da Fefê né?
*** Eu preciso de mais tempo, ja que gastei todo o meu aqui
****Lembrando que estudo nao da futuro no país da mulher melÂncia

Reflexão interessante do dia

Se ser pequena burguesa significa ter dinheiro no bolso... bem eu quero ser isso ai.
Porque ser considerada Classe média C e ter menos dinheiro no bolso que um mendigo não é facil não.
Marx não entendia nada de morar com os pais até os 20, estar desempregada e não estar se formando na faculdade.

"Queria ser pobre por um dia, porque ser todo dia é um saco."

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Comida de fases

Não é possível que só eu sou um ser com fases pra comida. Tipo, eu amo pizza e isso vai ser forever, mas isso não impede que adore nas mesmas proporções diferentes comidas né. Digo isso porque adoro experimentar coisas novas pra comer. Nada do tipo inseto frito ou olho de cabra. Mas molhos e temperos exóticos, a mistura do doce com o salgado ou até mesmo um produto preparado de um jeito diferente do habitual.

Alias, eu acho que não existe uma comida ruim de fato. Tudo depende mais da maneira que foi preparada e a qualidade dos produtos usados. Muita gente diz que detesta quiabo. Eu particularmente detesto a maneira que minha mãe prepara e acabei pegando bronca sobre o bendito. Só que tem pessoas que gostam (incluindo a minha mãe hehe) e provavelmente deve ser gostoso, mas devido a maneira que ele foi preparado. Sobre comida tudo é relativo.

Minto, tem um treco japonês que eu nunca mais quero experimentar na vida. É uma pasta de arroz com recheio de feijão. Parece até um prato comum mas o detalhe que ele é doce. E é pastoso, e não tem gosto de nada. So no recheio uma coisa esquisita. Eca. Aquele lá... deixa pra la.

Acabei filosofando mas o ponto é que eu sou uma pessoa que varia muito e cheia de desejos. Não quero nem pensar quando estiver gravida, tenho certeza que ai vou chutar o balde.

Eu sei que amanha cedo vou na feira e vou comprar uma bandeja de sushi e comer banhado de shoyo e acompanhado com coca-cola. Seria pra muitos uma combinação estranha o que pra mim é o sonho meu antes de dormir desde domingo. Sim, eu sou aquelas gordinhas que antes de dormir pensam em comida. A única vez que tentei fazer dieta, delirava com comida. Precisei assistir um filme do Matt Damon as duas da manhã pra voltar a pensar em algo mais promissor.

Enfim, adoro combinações estranhas. Estou na fase do pão frances com margarina. Até ai normal, mas eu encho de queijo ralado e mais um pouco de orégano. Fica 1:30 exatos no microondas, e eu precisei fazer muitos testes pra obter esse tempo exato. Depois de pronto, encho com molho de alho. Alias, esse molho é perfeito, absurdamente TUDO fica gostoso com ele. E ele é ótimo porque afasta vampiros... e caras malas.

Se alguem achou isso esquisito, é porque nao conheceu meu irmão. Ele tinha o maior gosto de comer leite condensado... com gelo. Daonde o menino tirou isso? Não sei. Mas deve ter gente pior. Se tem gente que come ovas de peixe (e cobram bem caro) porque eu não posso extravasar na minha pobre cozinha?

Só sei que quando eu pego uma comida pra gosto, como durante dias aquilo. Por esquisto que seja pros outros. E você, o que de esquisito você gosta pra comer?

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Eu que fiz - Vestido Cinza


Vida de modelo não é fácil. Eu seria totalmente desprezada pela Tyra Banks, mas tive que mostrar o outro vestido que eu fiz. Tirei este modelo de vestido pela revista Manequim e a mãe me ajudou nos acabamentos e forro. A versão "original" esta na revista de maio.




Repetindo que eu tenho o senso do ridiculo, morri de vergonha pra tirar as fotos eprincipalmente porque tirei na área de casa e tinha pedreiro trabalhando na casa da frente (mico²). Enfim, que acharam do vestido?

domingo, 13 de julho de 2008

A melhor cantada

Oi me chamo ________
Sou engenheiro agrônomo
ganho 9 mil reais por mês
e não tenho com quem gastar.

E muita mulher cai.

P.S.: Eu só ouvi essa, não foi pra mim.

sexta-feira, 11 de julho de 2008

A carta

Ultimamente eu to sem pique pra escrever no blog. Não aconteceu nada de engraçado e a maioria das reflexões sobre o jeito que o país está ou como as pessoas são os outros blogs e sites falaram e bem melhor que eu. Digamos que eu esteja "anestesiada" sobre o mundo.

Mas achei uma carta que escrevi no inicio de agosto do ano passado. Na época não tive coragem de enviar para uma pessoa e foi melhor assim. Eu não tenho os mesmos sentimentos pela pessoa, mas eu ainda sou do jeito que me descrevi. Ela é meio íntima mas acho que não tem nada que me comprometa. Vou por um trecho aqui pra vocês:

"Eu amo as ilusões que rodam minha cabeça. Muitas delas que me fazem realmente feliz e especial. A realidade só me faz ver o quanto eu sou triste e sozinha. Aquela frase do clube dos 5 realmente faz sentido "Quando a gente cresce nosso coração morre". O meu ta em coma.
Não sei qual pensamento é mais ingênuo: "Acho que nunca vou gostar de alguem" ou "um dia vou achar alguem que me mereça". Tudo isso é bobagem. Primeiro porque nunca procurei amores, segundo porque dúvido que eu consiga me estabelecer com alguém. Não sou alguém pra relacionamentos mesmo.
Mas eu gosto do amor e amo a idéia que ele representa. Eu quero isso. Amar sem sentir culpa. Adoro a liberdade de gostar de alguém e sem a necessidade de ser correspondida na mesma forma. Eu imagino que eu possa assustar muitas pessoas pela minha intensidade. Eu sou assim, Intensa. É isso que me faz Clementine e inconstante. Mas o que me faz ser um Joel é o fato de eu me apaixonar pelas pessoas que demonstram um pouco de afeto por mim.
Eu sou incapaz de ferir a alguém. Só sei fazer maldades comigo mesma. Pois é, tentar prever só serviu pra eu me magoar.Mas são as minhas mágoas. Não é a culpa de ninguém, nem minha."

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Feriado Histórico Paulista

São Paulo está de "férias" com um feriado em plena quarta feira, significando que nada vai funcionar direito na quinta e na sexta. Belê!

Ontem na hora do almoço meu pai e eu conversavamos sobre que foi a Revolução Constitucionalista. Pra quem não sabe o que foi joga no google (ou vá estudar pow!).

Ele contou que meu avô foi um dos "revoltosos". Pensei até "que merda meu avô lutou". Mero engano. Vovô Rodrigues foi um dos revoltosos que não aderiu a revolução. Na hora de se alistar no exercito paulista, meu avô disse que "não queria participar". Ao ser questionado ele disse "que não havia necessidade de brasileiro lutar contra brasileiro". Diz que o sargento falou pra ele "Fulano de tal também se alistou, olha o Ciclano", Vov's respondeu "Mas eles estão defendendo o interesse das famílias deles". Olha só que perfeito dizer isso principalmente naquela época. Resultado da história: vov's foi preso em São Paulo e ficou três meses em cana.

Vamos por a caixola pra pensar. Foi uma revolução com a idéia de manter no poder uma oligarquia que só atrasava o país e era falida. As exigências que São Paulo tinha feito contra o governo não tinham cabimento já que Vargas ja tinha convocado a assembléia constitucionalista e ja havia nomeado outro interventor (espécie de governador).

Foi mais uma guerra por causa de "EGO" de gente rica. Ter orgulho do que? Orgulho eu tenho é do meu avô que disse não pra essa bobagem toda e não dessas comemorações bobas. Nem chegueia conhecer o véio (digamos que eu estava em Londres quando ele bateu as botas), mas parece que a postura e ser "cabeça dura" ao defender o que pensa e considera certo está no DNA. Valeu Vov's!
P.S.: Essa foto ae não lembra uma outra bem famosinha?

quinta-feira, 3 de julho de 2008

Anonimato Confiscado

A amiga "Ice Ice Baby" (só eu que lembro do toquinho da música?) criou o blog http://www.anonimatoconfiscado.blogspot.com/ como uma forma das pessoas repartirem os segredos ou pensamentos mais intimos. Relaxa pq tudo é feito de maneira anonima, preservando a identidade de quem escreveu o post.

A pessoa envia um e-mail para anonimatoconfiscado.automatico@blogger.com e o próprio blogger se encarrega de encaminhar o post, faltando só a aprovação da Ice (que não vê quem mandou) apenas para ver se o conteúdo não afeta alguem.

Vale a pena dar uma passada (ver bafão é sempre bom) e até comentar para ajudar a pessoa né.
Espalha a idéia você também.

P.S.: Se alguem reconhecer alguma historia minha, please fala comigo no msn, mas não comenta com ninguem não tá.

quarta-feira, 2 de julho de 2008

Esse é o Zé!

Cena 1

Wagner Moura como o amigo da Tati*
Love Foxx como Tati** e
Priscila como Catatau***

No supermercado, as duas amigas encontram o jovem rapaz IDENTICO ao Wagner Moura. Ele estava com iogurtes activia na cestinha e então acontece o seguinte diálogo:

Tati:_ Sabia que activia contem a bactéria modificada da diarréia?
Amigo da Tati: _Sabia não, nossa...
Priscila: _ É deve ser pra liberar o intestino e pra regularizar.

*Gatchenho gente
**Tatiane diz que não... mas acho que é pq ela cansou de ser sexy
*** É o apelido mais tonto que eu tenho...


Cena 2
Esta que vos fala abre a geladeira de manhã e vê quatro bandejas de activia. Ela lembra do diálogo da semana passada e dá risada. Não teve vontade de comer.

Antes de relatar a próxima cena, preciso contar pra vocês que meu irmão esta voltando pra casa a prestações, trazendo as coisas dele e isso ta sendo um saco. Ele come horrores, se alimenta mega mal e por isso esta um boi de gordo. Sem brincadeiras, chega a me irritar a quantidade de pão que ele come, vai uns dez só em uma manhã. Ele não come em um prato e sim numa tigela... de lazanha.

Cena 3
Chego em casa durante a tarde morrendo de vontade de tomar um iogurte:
_ Mãe posso pegar um activia?
Mamis responde:
_ É do seu irmão, peça pra ele.
Ele ta morando na edícula, vou até la e vejo a luz do banheiro acesa.
_ Zé, posso pegar um activia seu?
_ O Priscila, comi tudo hoje a tarde.
_ Oloco, você comeu TRES bandejas essa tarde? (segurando a risada)
Silêncio... depois barulhos constrangedores.

Meu irmão ficou mais uma hora trancado no banheiro. Acho que as bactérias Dan regulares realmente funcionaram com meu maninho.
A gente se ama de verdade.

terça-feira, 1 de julho de 2008

Listas

Adoro fazer listinhas. Faço lista pra ir no supermercado, pra ir na biblioteca, locadora, perfumaria. Todo final de mês deixo anotado diversas metas para o próximo, mesmo que não as cumpra. Em vez de ser resoluções de ano novo, são para o mês tornando-se mais viáveis. Isso não indica que sou uma pessoa organizada, só prova que eu sou uma bagunceira procurando sua redenção (bem mal sucedida diria minha mãe).

Como estou em mês de férias, vou por em ordem algumas que não consegui até o meio do ano e mais outras especiais para o mês:

1. Cortar o cabelo: Dispensando o apelido dado pelo meu mano Ruy de Simba. Preciso dar uma arrumada na gadeia né, testar diversas dicas que eu recebi, comprar uns produtinhos. Tô aceitando dicas baratas ok, antes que eu peça pra moça passar a máquina nele.

2. Fazer dieta: Eu nunca fiz na minha vida, agora to precisando dar uma cortada em alguns itens pra tirar o inchaço que ta na minha barriga. Daqui a pouco vão começar a falar que to grávida ou que pus silicone no abdome. Mal sabem que isso aqui é cemitério de frango e piscina de cerveja.

3. Estudar: Eu sou preguiçosa, fazer o que. As provas e os estágios começam em agosto. O curso de matemática ta fundindo meu céLebro, mas não da pra desistir.

4. Exercicio físico: Preparação pra possivel "grande viagem" de bicicleta no final do mês. Primeiro passo pra uma possível vida de mochileira.

5. Ler os livros parados: Tem vários livros parados na minha comoda, entre eles os que eu comprei esses dias (Ensaio sobre a cegueira e Reparação), A Paixão segundo G.H. e A Sombra e o Vento

6. Fazer as peças de roupa: vestido, calça branca pro estágio e o jaleco.

7. Escrever cartas: matar a saudades dos meus amigos. Esse ano ainda não escrevi pra ninguem e como eu adoro fazer isso. Acho que o pessoal dos correios vai estourar rojões se me verem de novo por la pra comprar selos.

8. Alugar Twin Peaks: Ta na hora de eu ver essa série e descobrir quem matou a Laura Palmer né (por favor não me conte). Tô aceitando dicas de outras séries também.

9. Fazer minhas redações e postar aqui no blog: Essa é urgente. A faap ta fazendo um concurso com algumas redações, quem sabe eu não me dou bem né?

10. Doar sangue: Tô todos esses meses enrolando, ta na hora de eu doar esse O- né.

Ahh muita baladinha, pq ninguem é de ferro (cortando os vícios), cinema e quem sabe teatro la no sesi.

Aproveitar bem essas férias, vai saber se vai ter próxima né?

Vou tentar deixar o cansaço e o mal humor do mês de Junho nele e curtir de verdade o mês de Julho. Tá certo que ainda não to de férias do serviço mas nem tudo é perfeito.