domingo, 22 de junho de 2008

Coisas que ganham meu coração...

...meninos carregando bebês.

Pode ter certeza, homem bonito e sensível sendo gentil e tomando conta de criança realmente me fascina.

Na fila da padaria do supermercado, tinha um cara moreno todo bonitão com uma menininha de mais ou menos 1 ano no colo na minha frente. Eu adoro criança e quando uma pequenininha olha pra mim eu fico cheia de fazer caretas e gracinhas. A belezinha correspondeu minhas palhaçadas e começou a dar risada bem gostosa.

O cara virou pra ver o que era e nessa eu fiquei mega tímida, parando com as brincadeiras. A menininha fez sinal que queria vir pro meu colo. Eu que não sou tatu, perguntei se não podia né. Eu amo criança, realmente quero trabalhar com elas. Não mais em sala de aula (NEVER again) mas no hospital ou em clínica.

Mas o cara era realmente lindo e ainda de óculos, faltava um jaleco ou terno pra ser perfeito. Nessa meu coraçãozinho fez PUFF e minha bochecha ficou um tomate de grande e vermelha. Eis que falo "Linda sua filhinha, uma gracinha" e ele me diz todo cheio de sorrisos "não é minha filha, é minha sobrinha, tô so tomando conta".

Nessa eu peguei o telefone dele, marcamos de nos encontrar, para realmente nos encontrarmos como alma gêmeas, ja que nos identificamos totalmente. Ok, é mentira. Um pitel daquele, com seus 29 ou 30 anos, não daria bola pra uma menina de 20 anos toda descabelada, usando moletom do mickey e crocks sujo que num domingo de manhã ta comendo pastel de queijo com coca cola zero e escutando Justin Timberlake ( I can't wait to fall in loveeeee with you).

Devolvi a garota pro cara (que ameaçou um semi choro mas logo ficou calminha no colo do tio bonitão) e ele foi embora com o saco de pão. Definitivamente eu vou rir sempre que lembrar dessa cena mas não posso deixar de pensar "Ôooo lá em casa".

Assistindo Quase Famosos neste momento pela tv, tenho que dizer que amaria ser a Kate Hudson hoje de manhã, ou pelo menos a personagem dela no filme, assim eu estaria linda e maravilhosa e quem sabe não ganhava o Gathom né.

Deu pra perceber que eu me amarro numa amor platônico e bem impossível né?

8 comentários:

Hamilton disse...

vc derreteu?
eu ia morrer. ali. na hora.

adoooooooro home tomando conta de criança tb, embora eu odeie criança
AUIHIAIHAUIHAUIHUIAHUIAHIAH

aui amor... se o destino colocar ele no seu caminho denovo e vc casar com ele, POSSO SER PADRINHO???
deixa deixa deixa!
:D

amuuu vc!

Ana Barros disse...

Ufa ! Achei que no fim das contas o cara ia ser um pai pilantra e paquerador (rs)

Priscila M.R. disse...

Pessoar deixa eu explicar melhor: EU NAO CONHEÇO O CARA, acho que ele nao tava mentindo não.
Alias nem sei se todo mundo concordaria que o cara era bonito se o visse. Meio "gosto" particular da minha pessoa. hehe.
Se eu ver ele de novo na rua vou ficar mega sem graça pq na hora não era paquera gente.

moni bueno disse...

hahahaha...achou q tinha encontrado um "kit família feliz" nehh Priii... ¬¬

haishuai iauhai...bem vinda ao clube dos amores impossíveis ... oO

Marina disse...

Hahaha... adorei essa história!
Mas ia ser legal se tivesse rolado, imagina conhecer o amor da sua vida assim?
Ah, só me apresentando: meu nome é Marina, nunca comentai aqui, mas gostei do seu blog!
Tenho um tbm:

http://www.globoespelhado.wordpress.com

Beijos!

Priscila M.R. disse...

Iiiii Mô
desse clube eu ja sou presidente há vinte anos!

Oi Marina
seja bem vinda.

Ruy CAstrus disse...

uhasuhsauhasuhsa...loka... amores impossiveis podem se tornar possiveis pri ;)
uhasuhsahuasuh
eu nao me interessaria por uam pessoa com uma criança huashusahas...
mas um oculos *-*
com cara de nerd?? MORRO!!
bjolinda

Flávia disse...

haiuahiua,sendo sobrinha blz,né!haiuhaiiuahia,tô doida pra um bebê ALHEIO pra abraçar,mas soh se qnd começar a pentelhar dê pra devolver!haiuhauihuai

bjos,prix