domingo, 27 de abril de 2008

ô sacow!

Eu nunca namorei e isso não é segredo. Também nunca me importei muito com isso. Não gosto desses esquemas casalzinho e tals. Vi algumas amigas terem namoros EXTREMAMENTE chatos onde amigo de um NÃO é amigo do outro.

Pois bem. Na minha cidade tava rolando a Expoagro, uma coisa meio tradicional de cidade de interior. Essas feiras agricolas ou festa do peão que trazem alguns artistas, rola grana adoidado e vem o povo da região e o pessoal que morava fora. É a época que muitos casais terminam porque todo mundo quer estar solteiro.

Dos shows só fui no Inimigos da HP, ja começo a dizer que não sou fã, mas seria bem menos lotado que o Victor e Leo. Dava pra ir conversar, dançar, paquerar tudo na boa. Dei um tapa no visu e fui encontrar uma amiga. Outra tradição é o esquenta, todo mundo se reune em uma casa vazia ou em um bar e bebe muito com pouco dinheiro, pra economizar mesmo. Então ja fui bem trilili na festa.

Chegando lá, vejo o meu "Erase and Rewind" (sorry pra quem leu mas tive que apagar o post) e bateu um flashback. Mas acontece que chegou um outro menino MEGA HIPER bonzinho em mim. Normalmente eu dou um fora educado e tals, sou phena. Mas parece que ontem encarnou outra pessoa no meu coro. Dei uma chance pro serzinho né, não foi peeeeeena nem nada, mas sabe quando você queria era... outro.

Acontece que tive que dar a famosa "perdida" (operação vou no banheiro). Nessa encontrei o inicial. Voltei a ser a Priscila, aquela que nunca fica com ninguem, mas quando se interessa por um é só esse um, a que sabe o que quer nesses momentos. Queria meu bonitin, mas o menino num vale nem 1 centavo (aii se eu tivesse moeda nesse bolso) e voltei pro meu povo. Depois de muita chacoalhada no quadril eis que volta ... o primeiro menino.

Gente o menino grudou em mim. Voltei a ser um ser que eu não era. Como assim? Adivinhem. Não curti NADA com as minhas amigas e a turma nova que conheci. Não vi o show porque o amigo do fulaninho deu de se meter em briga, e la vou eu atrás não sei pq cargas d'agua.

Indo ao que interessa. Justo na noite que tinha menininho bonito e passado nebuloso, eu fui passar a festa ... casada? Pera ae. Eu passo o ano inteiro solteira (com orgulho) e de boa, e na expoagro gruda um em mim. Isso é azar, muito azar.O cara era um amor, mas eu não podia curtir nem meu momentinho junkie bitch, que acontece uma vez a cada século.

Sabe o que é isso? Tenho que levar meu amigo G. junto, assim ninguem chega em mim, posso curtir a vontade dançar muito. Tenho dito. Ficada com cara de namoro... ninguem merece. Ahh... essa menininha que baixou em mim, não volta neste corpo por nada nesse mundo.

6 comentários:

Ruy Castrus disse...

hahahahaha....
gorda, baleia, saco de areia com "marido" atraz da orelha :PPP
hehehe
fudeu feeelha!

B. disse...

Ah, o que tem de diferente entre vida de solteiro e vida de "casado" não é a quantidade de problemas, mas a qualidade. Por exemplo, num polo vc só discute com uma pessoa durante meses, no outro com várias durante um mês :P

Priscila M.R. disse...

amei esse cara.
hehehehehehehehehehe
falou tudo em poucas palavras

Ice Ice Baby disse...

até q pra alguém sem veneno vc é bem engraçadinha chuchu! :-)


meu niver foi great!
domingo eu vi um filme da Audrey..de 1966 (um dos mais recentes..uahuahuah) "Como roubar 1 milhão de dólares"...recomendo fortemente..muito bom mesmo!

mas eu sou suspeita..eu amo qq coisa dela...

bjs chuchu

evao do caminhao disse...

pra que casar e infernizar a vida de um homem se vc pode ficar solteira e infernizar a vida de milhares?

KAZINHA LACERDA disse...

junkie bitch é o peeeeor! huahuahuaha