quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

"Meu amor por você é tão grande"

Eu estava fazendo um trabalho no pc pra minha mãe, não era nada tão importante. Tinha que abrir um novo word mas fiquei com preguiça que peguei um documento sem nome mesmo. Nele estava uma conversa que tive em novembro, uma declaração que fiz e todos aqueles bla bla blás.

Naquela época, eu choraria ao pensar em apagar aquilo que ficaria guardado pra sempre na cabeça (e no computador).

Hoje eu dei muita risada em ler meu nada-pseudo dramalhão de Manuel Carlos. Digo isso porque lembro de uma frase do Tony Ramos em Laços de Família "Prefiro mil vezes amar e não ser amado do que ser amado e não poder corresponder". Super concordo com a frase (fô éveh). Mas sempre esqueço que a gente enjoa quando nada da certo e corre pra outro drama amoroso. Isso é um circulo vicioso.

Apaguei o documento e pus o da minha mãe em cima. Fim do amor que duraria pra sempre no ano de 2007.

8 comentários:

Jackie Götzen disse...

Ah..pedidos...já atualizei!!!

Sobre words....mesmo assim não deleto..salvo um cd...e esqueço!

Jackie Götzen disse...

Seu nome é Jaqueline?????

Não resisti e mesmo em fase de "desmame" de orkut...fui ver o link do "pinguim"...

Mas vencá...a monstra tá prenha?

KAZINHA LACERDA disse...

tá prenha?
achei q era só fofolete meeeesmo!

era amor não isso aí, heim? era dessas paixonites q a gente tem qdo não tá fazendo nada!

uma vez eu achei q estava amando! durou o tempo de um resfriado! hauhauaha


agora não... agora eu tô meeeeeesmo!

Priscila M.R. disse...

Gente...
não ponham palavras na minha boca.
...
Mas eu acho que tá sabe.
hehehehehehe
Se alguem da minha familia ver isso. hehehehe

(Jackie minha prima é sua xará)

Ice Ice Baby disse...

amores são assim mesmo, inesquecíveis enquanto existem...sofríveis assim que acabam, e simples lembranças depois de um tempo.

bjs

evao do caminhao disse...

que coragem!

eu não apago nada... acho que tudo é documento da nossa história!

Thiago G disse...

Ruim é novela da globo acertar na regência de PREFERIR.

Priscila M.R. disse...

Amore, foi a novela que errou. Não eu!