segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Trabalho e Suor

Estreando o mês de Outubro. Caramba quanta coisa pra fazer. Para os poucos que não sabem eu estou trabalhando. Hehe. Não são EMPREGOS DE VERDADE (aqueles que você fica o dia inteiro e recebe salário fixo), mas me oferecem certo tempo e estabilidade pra estudar.

Peguei uma sala de reforço de segunda série e ajudo no Kumon durante duas manhãs da semana. E dei aulas durante alguns dias numa escola num bairro bem pobre daqui. Alguns dos alunos eram literalmente "filhos da P." e é meio assustador. Duas crianças brigaram durante a minha aula de um jeito que eu nunca vi ADULTOS, nem mesmo no cinema, lutando daquele jeito. Eles tinham nos olhos uma raiva que de verdade comoveu.

Vai soar como um preconceito mas do que a adianta o trabalho da escola se não há pais contribuindo pro crescimento do filho. Como eu vou dizer pra uma aluna "Pare de brigar" sendo que na casa o pai fala "Se ele encher o saco ARREBENTA ". É um contraste muito grande, principalmente quando se as crianças de colégio particular. Os pais normalmente, por estar pagando, cobram mais resultados dos filhos. Eles buscaram qualidade pois sabem que as ESCOLAS DO ESTADO DE SÃO PAULO estão um fiasco.

Não há livros didáticos para as crianças, não apresentaram um método de ensino uniforme para os professores e criaram um sistema de progressão continuada que não funciona. Este sistema na teoria é lindo, a criança teria uma consciência sobre o que esta atrasada e permanece na mesma série. Criança nenhuma tem isso, eles adoram quando sabem que podem passar de ano sem estudar e ano que vem a mesma coisa. Chegarão a 3ª série do Ensino Médio sem poder escrever uma redação e não terão condições de enfrentar o vestibular de uma faculdade publica.
Educação pública de qualidade não é impossível. Aqui em Itapetininga foram criadas várias escolas municipais muito boas e que oferecem apostila aos alunos, merenda e um salário razoável para os funcionários. Há cobranças para que as escolas sejam boas e é carro chefe dos políticos daqui.

No kumon eu percebi que tem que se desenvolver nas pessoas o senso da dedicação e do estudo. Não se é ensinado às pessoas que tem que se estudar BEM e SEMPRE. Desde pequeno, o ideal é criar o habito do estudo com horário.

É super triste ver como a Educação é tão abandonada do governo e cresce esse abismo entre os que podem pagar e os que não podem. Esquece-se muito que a instituição escolar é formadora de opinião e que muitos desses desastres sociais seriam superados se houvesse todo um apoio.

Nenhum comentário: