quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Help me!

Eu confesso: Detesto dar aulas.Não é minha praia e fim de assunto.

Quando tinha aquelas brincadeiras de “escolinha” em casa, eu queria ser aluna mas por ser mais velha tinha que ser a professora.Com sorte eu era a diretora que chegava e dizia: “O que ta acontecendo aqui? Respeitem a professora” e saia.

Na escola eu era sempre “aquela com a cabeça nas nuvens” e não ligava pra isso. Só fazia minhas tarefas e acabou. Tinha dó dos professores porque eles sempre estavam gritando e sempre vi minha mãe chegar em casa detonada do trabalho. No CEFAM isso chegou a ser problema porque no meio de alunos “dedicados” (paga-pau), fazia parte de uma turma que “Não gosto disso, não quero isso pra mim, só to aqui pela bolsa”.

Ficou na minha mente que eu não queria ser professora e duvido que sairá isso de mim. EU NÃO QUERO SER PROFESSORA. Não quero ser aquela criatura estressada, que ganha pouco e não tem o devido respeito. Não quero fazer carreira em algo que EU NÃO QUERO MORRER FAZENDO. Não quero trabalhar em algo em que as reivindicações não são atendidas.

É óbvio que é uma profissão digna e muito bonita. É MUITO legal quando percebe que alguém entendeu o que você explicou, que provavelmente se levará esse pensamento para o resto da vida. É muito show pensar que talvez vão lembrar de você assim como eu lembro de muitos professores que realmente me marcaram. Eu confesso que eu gostaria de ver um desses “pequenos” chegar e mim e falar “Você foi minha professora agora eu acabei de entrar na faculdade”. Eu fiz isso.

Educar o filho dos outros não dá e dizer: Assoa o nariz, vira e faz a lição, senta que você vai cair da mesa, não bate nele, pare de gritar, presta atenção, não joga papel no ventilador. Isso não é função de professor. Esse tipo de educação quem dá é os PAIS.

São coisas que me irrita profundamente. Por que tem estatuto protegendo a criança e o adolescente mas não tem protegendo o profissional? Pura sacanagem.

Acontece que eu não tenho amor pela profissão principalmente na parte de encarar alunos em sala de aula. Mas garanto que ninguém tem amor se continuar desse jeito.

O que mais me irrita é eu perder o meu senso de humor. Hehehe. Cara se continuar assim nem AVON eu vou vender mais.

Nenhum comentário: